sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Eu só quero ser feliz!

Eu estava aqui pensando em como amar preenche tanto a vida de um ser humano... Apesar de vários esforços, ninguém consegue dizer exatamente o que sente, mas demonstram com afeto, carinho e até com presentes. São poucas as coisas que me fazem feliz: um sorriso largo da pessoa que eu amo já faz do meu dia o melhor do mundo. O brilho ofuscante dos seus olhos ilumina meu caminho de encontro ao seu. “Eu te amo” para mim nada mais é do que: “estou com você para o que der e vier. Te respeito como pessoa e sei que este sentimento cravou bem mais fundo no meu coração do que qualquer outra coisa que eu já tenha conhecido. Por isso desejo estar na sua vida e te fazendo mais feliz a cada novo dia”! Claro que nenhum amor é perfeito, todos tem sua dose de falhas... Falhas que de um ponto de vista diferente encantam ou destroem ainda mais uma relação... Durante um tempo, confesso que fiquei fria diante de meus sentimentos, não estava sendo tão sensível como sempre. Não parava para escrever e contemplar um sentimento tão nobre e digno, pois estava magoada com algumas demonstrações pouco afetuosas de pessoas que hoje nem tenho mais contato. Mas me dei conta de que desamores também preenchem espaço numa página. Chegam a preencher muito mais do que a felicidade. A tristeza consegue ter um impacto muito maior na alma, pois esmiúça a dor. O descontentamento de uma perca ou de uma ilusão detalham como o peito está encharcado de lágrimas e algumas delas eu derramei em ombros errados, acreditando que os mesmos poderiam me ajudar. Evitei as pessoas certas com medo de que julgassem tanto a mim quanto aos meus sentimentos que desde muito cedo são tão sensíveis a críticas. Não que eu seja fraca, mas não gosto de opiniões que citam meus sentimentos como “pesado demais pra minha idade”. Se eu consigo escrever como me sinto, não importa minha idade e sim a profundidade com que chego a outros corações parecidos com o meu. Ainda sim, me questionavam como tão nova eu poderia saber daquelas coisas. Até hoje, eu não sei dizer de onde aquelas palavras vieram talvez fosse o que minha alma estava vivendo. Apelos para que coisas tristes fossem afloradas para finalmente serem expulsas de dentro de mim, dando lugar a minha alegria que hoje é constante. Arrependo-me muito de ter jogado tais folhas fora... Talvez se eu as lesse compreenderia o porquê de tudo aquilo. Como não posso fazer nada para recuperá-las, continuo escrevendo... E não há nada melhor do que compartilhar tudo isso com aqueles que conseguem nos amar apesar dos defeitos constantes e das boas e numerosas qualidades que são os que nos prendem uns aos outros. Gosto muito de saber que tem gente lendo meus textos. Agradeço os elogios. Para alguns pode ser difícil detalhar alegrias e tristezas, mas para mim elas aparecem muito claramente, como se dançassem lentamente jogando luz e magia sob minha imaginação... Amar é doação, cumplicidade, confiança... Odiar é a ausência de tudo isso... O ódio não consegue atravessar os anos com a mesma intensidade... Assim como o amor, que nunca acaba, toma apenas formas diversificadas. Ser feliz é uma alternativa que sorri todos os dias para os que buscam encontrá-la em todos os lugares. Ser triste será sempre uma rejeição a esse riso. Riso este que eu jamais quero perder de vista. Logo agora que eu encontrei o motivo de minhas risadas diárias. Ainda que os anos passassem você jamais passaria despercebido por mim, não pela sua beleza e plenitude externa, mas por sua capacidade inabalável de me deixar assim, completamente desnorteada... Por sua doçura que me inquieta e me acalma. Essa tua simplicidade de viver que me inspira a dizer-te sempre “eu te amo”... Você é tudo o que eu achava que nunca seria, tornou-se meu amor, minha luz, meu amigo... O melhor homem que eu já conheci... Assim como eu, sabe detalhar um amor tão puro e lindo com as palavras mais belas e límpidas. É por essas e outras que adoro tudo que há em teu ser! Sua magnificência, momentos sérios ou não, sua calmaria, teu ânimo e todas as suas qualidades e defeitos entraram na minha vida sem ter prazo de validade e de uma maneira tão profunda que eu até posso sentir no compasso de meu coração... Obrigada amor por tudo!Eu só quero ser feliz! - Eu estava aqui pensando em como amar preenche tanto a vida de um ser humano... Apesar de vários esforços, ninguém consegue dizer exatamente o que sente, mas demonstram com afeto, carinho e até com presentes. São poucas as coisas que me fazem feliz: um sorriso largo da pessoa que eu amo já faz do meu dia o melhor do mundo. O brilho ofuscante dos seus olhos ilumina meu caminho de encontro ao seu. “Eu te amo” para mim nada mais é do que: “estou com você para o que der e vier. Te respeito como pessoa e sei que este sentimento cravou bem mais fundo no meu coração do que qualquer outra coisa que eu já tenha conhecido. Por isso desejo estar na sua vida e te fazendo mais feliz a cada novo dia”! Claro que nenhum amor é perfeito, todos tem sua dose de falhas... Falhas que de um ponto de vista diferente encantam ou destroem ainda mais uma relação... Durante um tempo, confesso que fiquei fria diante de meus sentimentos, não estava sendo tão sensível como sempre. Não parava para escrever e contemplar um sentimento tão nobre e digno, pois estava magoada com algumas demonstrações pouco afetuosas de pessoas que hoje nem tenho mais contato. Mas me dei conta de que desamores também preenchem espaço numa página. Chegam a preencher muito mais do que a felicidade. A tristeza consegue ter um impacto muito maior na alma, pois esmiúça a dor. O descontentamento de uma perca ou de uma ilusão detalham como o peito está encharcado de lágrimas e algumas delas eu derramei em ombros errados, acreditando que os mesmos poderiam me ajudar. Evitei as pessoas certas com medo de que julgassem tanto a mim quanto aos meus sentimentos que desde muito cedo são tão sensíveis a críticas. Não que eu seja fraca, mas não gosto de opiniões que citam meus sentimentos como “pesado demais pra minha idade”. Se eu consigo escrever como me sinto, não importa minha idade e sim a profundidade com que chego a outros corações parecidos com o meu. Ainda sim, me questionavam como tão nova eu poderia saber daquelas coisas. Até hoje, eu não sei dizer de onde aquelas palavras vieram talvez fosse o que minha alma estava vivendo. Apelos para que coisas tristes fossem afloradas para finalmente serem expulsas de dentro de mim, dando lugar a minha alegria que hoje é constante. Arrependo-me muito de ter jogado tais folhas fora... Talvez se eu as lesse compreenderia o porquê de tudo aquilo. Como não posso fazer nada para recuperá-las, continuo escrevendo... E não há nada melhor do que compartilhar tudo isso com aqueles que conseguem nos amar apesar dos defeitos constantes e das boas e numerosas qualidades que são os que nos prendem uns aos outros. Gosto muito de saber que tem gente lendo meus textos. Agradeço os elogios. Para alguns pode ser difícil detalhar alegrias e tristezas, mas para mim elas aparecem muito claramente, como se dançassem lentamente jogando luz e magia sob minha imaginação... Amar é doação, cumplicidade, confiança... Odiar é a ausência de tudo isso... O ódio não consegue atravessar os anos com a mesma intensidade... Assim como o amor, que nunca acaba, toma apenas formas diversificadas. Ser feliz é uma alternativa que sorri todos os dias para os que buscam encontrá-la em todos os lugares. Ser triste será sempre uma rejeição a esse riso. Riso este que eu jamais quero perder de vista. Logo agora que eu encontrei o motivo de minhas risadas diárias. Ainda que os anos passassem você jamais passaria despercebido por mim, não pela sua beleza e plenitude externa, mas por sua capacidade inabalável de me deixar assim, completamente desnorteada... Por sua doçura que me inquieta e me acalma. Essa tua simplicidade de viver que me inspira a dizer-te sempre “eu te amo”... Você é tudo o que eu achava que nunca seria, tornou-se meu amor, minha luz, meu amigo... O melhor homem que eu já conheci... Assim como eu, sabe detalhar um amor tão puro e lindo com as palavras mais belas e límpidas. É por essas e outras que adoro tudo que há em teu ser! Sua magnificência, momentos sérios ou não, sua calmaria, teu ânimo e todas as suas qualidades e defeitos entraram na minha vida sem ter prazo de validade e de uma maneira tão profunda que eu até posso sentir no compasso de meu coração... Obrigada amor por tudo!
AUTOR DESCONHECIDO.

7 comentários:

Jacque disse...

Oi amiga. Muito Lindo Texto.
No inicio achei que fosse seu.
Tenho um Blog Novo: http://sentimentos-jacque.blogspot.com/
Estou fazendo vídeos com poesias e músicas. Ainda não sei muito bem, por isso uso um programa fácil. Depois que aprender melhor, vou usar outro programa com mais recursos.

Beijo

Pérola disse...

Boa tarde.
Eu estava passeando e encontrei o seu blog,um luxo né amiga.
Eu li o seu texto e o achei encantador.
Posso fazer parte do seu blog?
Te prometo trazer muitos sorrisos q é o q realmente precisamos.
Uma linda tarde.
Beijos mil.

Pérola disse...

Boa noite minha linda.
Muito obrigado pela sua visita.
Fiquei feliz pq vc apareceu.
Vc é um luxo rsrsrsrsr.
Um linda noite e tenha bons sonhos ok.
Eu volto.
Beijokas.

Pérola disse...

Vim te deixar um beijo.

Pérola disse...

Que bom receber uma visita sua.
Saudade de ti minha linda.Está tudo bem?
Também ñ te esqueço rs.
Um beijo grande e bem aconchegante.
Fica com Deus.

Pérola disse...

Saudades de ti.
Por onde andas?
beijos.

Pérola disse...

Obrigado amiga pela visita e ñ se preocupe se ñ podes me visitar.Só o fato de saber q está bem já me tranquiliza.
Fiquei feliz com tua visita rs.
Uma noite bela e um beijo meu embrulhado com muito carinho.
Fica com Deus